Conteúdo e Bem-estar

Cuidado com as Propagandas Enganosas dos Alisadores de Cabelo

14-09-2010 11:48

Uma canadense de 39 anos que tinha cabelos longos e encaracolados passou a ter fios finos que caem a cada passada de mão. Ela passava férias na Canadá quando resolveu alisar os cabelos com o Brasilian Blowout, investiu mais de R$ 300 com o produto, o qual prometia efeito mais natural do que outras escovas permanentes.

Ela dise em entrevista que nas primeiras duas semanas, seu cabelo parecia ótimo. Até começar a cair. E não estava só caindo, mas quebrando. Ela diz também ter medo de lavá-los.

A empresa foi procurada por ela e a primeira reação foi atricuir o problema da canadense a estresse ou mudanças na dieta.

O Health Canada anunciou que o produto testado apresentava 12% de formaldeído, tóxico cuja concentração é limitada a 0,2% em cosméticos não orais, segundo as leis canadenses.

no site oficial, o principal produto da marca, agora suspenso nos EUA e no Canadá, era vendido como "o único tratamento alisador que melhora a saúde do cabelo. Sem estragos! Não contém formaldeído", dizia em letras garrafais.

Apesar de transferir a culpa para a companhia brasileira Cadiveu, responsável pelo conteúdo do alisador, a Brasilian Blowout afirma que o teste canadense está errado.

A Cadiveu afirma ter encerrado a parceria em 2008.

 

Folhaprees